Mundo Mulher

Efeitos da administração do Colágeno no organismo

11/09/2010

“A ingestão de alimentos a base de colágeno é imprescindível a saúde, no entanto, a falta de atividades físicas é determinante no processo de enfraquecimento das estruturas do tecido conjuntivo”.

Produzido naturalmente, o colágeno é uma das maiores e principais moléculas protéicas do nosso organismo, pois está presente nas nossas unhas, nos ossos, músculos, cabelos, articulações, etc.

Moléstias como dores nas articulações e ossos são manifestações denominadas de osteopatias e/ou doenças das articulações crônico-degenerativas, tem obtido melhoras quando associadas a tratamentos com a ingestão de colágeno. O reumatismo, por vezes, foi considerado como único responsável pelo aumento da incidência de moléstias crônico-degenerativas das articulações, porém isso já não ocorre mais.

“Quando atingimos a maturidade, por volta dos 25 anos, nosso organismo começa a perder 1,5% de colágeno ao ano, sendo que, após os 50 anos são produzido 35% a menos de colágeno, desta forma precisamos repor essas perdas e uma das maneiras é por ingestão de alimentos a base de colágeno hidrolisado, um tipo especial de gelatina obtida através de um processo termoquímico diferenciado, onde a estrutura do material colagênico é transformada em proteína (solúvel), com alto poder saciativo e de absorção” é o que explica Dr. Carlos Henrique Portes Malatrasi, Famacêutico Bioquímico da Basecol Mix, empresa alimentícia especializada em produzir alimentos à base de Colágeno Hidrolisado.

Segundo o bioquímico é comum ouvirmos que a gelatina é uma proteína alimentar inferior por não conter todos os aminoácidos essenciais a saúde humana. No entanto, tal afirmação é errônea, pois estudos comprovam que a gelatina é imprescindível na manutenção e reestruturação do tecido conjuntivo entre outros: dos ossos, da cartilagem articular, dos tendões e dos ligamentos, por conter porções notáveis de glicina e prolina.

Estudos apontam que a falta de atividade física levam boa parte da população à atrofia e enfraquecimento das estruturas do tecido conjuntivo, surgindo como um estado pré-degenerativo no corpo humano. Na mesma medida, foi comprovado um considerável aumento de processos crônico-degenerativos em esportistas de todas as categorias e faixas etárias, devido a um deficiente condicionamento ou esforços físicos acima do tolerado.

Desta forma, é possível concluir que as manifestações degenerativas e inflamatórias são derivadas tanto da falta de exercícios físicos, quanto do seu excesso. Para o Dr. Carlos Henrique o esforço físico em excesso só provoca um desgaste acelerado quando o corpo humano não dispõe de elementos capazes de regenerar imediatamente e de forma suficiente os tecidos desgastados.

De qualquer forma, fica comprovado segundo pesquisas, que a administração de quantidades regulares de gelatina melhora os processos inflamatórios e degenerativos, particularmente das articulações. O comportamento nutricional da população em geral tem provocado uma carência de aminoácidos específicos do tecido conjuntivo, que pode ser reposta com a ajuda de complementos nutricionais regularmente como a gelatina e é claro acompanhada de uma conscientização de manter uma alimentação balanceada.

Composição de aminoácidos encontrados no Colágeno

- Glicina (27%);

- Prolina (16%);

- Hidroxiprolina(12%);

- Ácido glutâmico (12%);

- Arginina (10%).

VIVIANE MENDES  - jornalismo@inassessoria.com.br 

Mundo Mulher
Mundo Mulher
Mundo Mulher
Mundo Mulher
Mundo Mulher
Mundo Mulher