Mundo Mulher

Trajes /

Véus e Mantilhas

A escolha do véu ou mantilha tem que ser bem cuidadosa para que esteja adequadamente em harmonia com o vestido, a grinalda, o estilo, o local e o horário do casamento.

Véus

O véu é o adorno de tecido leve, tipo tule, que veste a cabeça, desce pelos ombros e termina na cintura quando curto, ou acompanha todo o corpo indo terminar no chão, quando longo.

O curto, geralmente, é usado em cerimônias pela manhã ou tarde, ou ainda em realizadas em jardins ou chácaras. É um véu mais informal.

O longo, ao contrário, pede um vestido e um estilo de cerimônia mais formal. Normalmente é usado após às 20 horas e em ambiente fechado. Pode ter de 2,50 até 5m. Maior que isto é desnecessário e incomoda a noiva, já que provoca um esforço ao ser arrastado.

Podem ser simples, sem detalhes ou com algum acabamento: filetes especiais (cetim, sutache dourado, prata), bordado com pérolas ou miçangas ou mesmo um discreto bordado nas bordas.

Quanto mais bordado ou cheio de detalhes for o vestido, mais simples e discreto deverá ser o véu.

A mantilha

A mantilha tem a mesma função do véu, mas se diferencia na maneira de se posicionar na cabeça (como é mais pesada, fica mais rente ao rosto e o corpo). Já o véu é mais leve, fica solto e esvoaçante. A mantilha pode ser toda de renda ou de tule com aplicações ou bordada artesanalmente. Também pode ser curta ou longa. O cuidado com a sua escolha deve ser muito maior.

Se for de renda, deve ser da mesma usada no vestido ou, então, que o vestido não tenha detalhe em renda ou bordado.

Se for bordada, deve acompanhar o mesmo estilo do bordado do vestido. O ideal é que se a noiva fizer questão de usar uma mantilha, deve primeiro escolhê-la e depois ao vestido. Este deverá ser o mais simples possível, já que a suntuosidade será dada pela mantilha.

Mundo Mulher
Mundo Mulher
Mundo Mulher
box_veja