Mundo Mulher

Decorando com Almofadas

16/01/2010

 Almofadas proporcionam combinações surpreendentes

Que tal aproveitar o início de ano para dar uma reciclada no astral da residência sem grandes interferências? Você olhou em volta e achou que a sala está meio sem graça e o quarto apresenta um visual sóbrio demais. Entram em cena as almofadas.

Em capa redonda, quadrada, rolo, retangular, com a ajuda de enchimento bem fofinho das mantas de poliéster, esse acessório prova que é item obrigatório na decoração. É capaz de renovar o visual rapidinho e mudar com personalidade o cenário, num diálogo em perfeita sintonia com o mobiliário e demais acessórios.

Além de conforto à postura corporal (em sofás e poltronas), as almofadas, em tamanhos médios de 45 x 45 cm, têm o frescor de trazer uma atmosfera de aconchego, invadindo com leveza de quartos às varandas. Nunca a almofada esteve tão em evidência para compor ambientes, sejam eles clássicos, rústicos ou românticos. Em combinações bem boladas de cores, texturas e tamanhos, as elas levam a um casamento de visual arejado e novo.

No campo das texturas, a cartela de opções anda superfarta: algodão, cetim, seda, silks, fibras naturais (folha de bananeira, sisal), veludo, linho, bordadas à mão, dando a cada ambientação um estilo personalizado, ressalta a arquiteta Daniela Cardim. As capas bebem nas formas orgânicas da natureza, com reproduções de vegetação, do rico universo marinho, da fauna brasileira, do mundo fashion, a ponto de caírem no gosto de designers brasileiros e estrangeiros que já emprestam seus nomes a criações de peças comercializadas.

Também o patchwork mantém-se valorizado, com capas feitas à mão com retalhos coloridos, aplicações de fuxico, com pontos firmes de crochê. O catálogo de almofadas se expande e busca inspiração até no território lúdico das artes plásticas. Na novela Viver a Vida (Rede Globo), um ambiente da casa da protagonista, Helena (Taís Araújo), traz um imenso sofá claro com almofadas que remetem a ícones da pintura de Tarsila do Amaral.

Vedete no arremate da decoração, a almofada pode explorar o clássico recurso do tom sobre tom, do floral, da tapeçaria, como pode aparecer em composições de cores contrastantes, listras, xadrezes, a investir em propostas mais ousadas que misturam tons vivos e estampas, destaca a designer de interiores Rosângela Queiroz. Se o sofá é claro, tanto pode receber almofadas de tons mais sóbrios quanto quentes, vivos. O mesmo se aplica aos sofás mais escuros. Elas podem comungar com os tons do tapete ou apelar para o efeito de contrastes.

Você pode obter várias atmosferas na residência, a partir da simples troca de capas de almofadas. Não há uma regra fixa. Mas elas podem dar um ar mais divertido a ambientações com um equilíbrio na mistura de modelos, texturas e tamanhos. Não é só seguir o modelo tradicional e alinhá-las numa única direção.

Goiasnet.com/Margareth Gomes - O Popular

Mundo Mulher
Mundo Mulher
Eletrônicos - Submarino.com.br
Mundo Mulher
Mundo Mulher
Mundo Mulher
Mundo Mulher